CONTRAPÉ | FABIANA MURER COMEMORA REGULARIDADE NO PÓDIO E NO TOPO DO RANKING

Fabiana Murer - Salto com Vara

CONTRAPÉ | FABIANA MURER COMEMORA REGULARIDADE NO PÓDIO E NO TOPO DO RANKING

21 de fevereiro de 2015

A saltadora do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA fez 4,70 m no Sainsbury’s Birmingham Indoor Grand Prix e fez avaliação positiva da temporada indoor

São Paulo – A brasileira Fabiana Murer, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, fechou a temporada indoor com a medalha de prata no salto com vara, com 4,70 m, no Sainsbury’s Birmingham Indoor Grand Prix, na Inglaterra, neste sábado (21/2/2015). A grega Nikoléta Kiriakopoúlou venceu a prova (4,80 m) e a suíça Nicole Büchler levou o bronze (4,50 m). Fabiana fez uma avaliação positiva das cinco provas que fez na Europa e fecha a temporada indoor no topo do ranking mundial com 4,83 m, recorde sul-americano.

“Foi uma prova bonita em Birmingham, bem disputada. Na verdade, a Fabiana estava cansada da competição de Estocolmo, há dois dias. É difícil fazer duas competições seguidas. E a grega, que havia saltado 4,76 m, como sua melhor marca em Estocolmo, quis bater o recorde dela, estava motivada também para o Europeu Indoor”, avaliou o técnico Elson Miranda, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA.

Elson Miranda disse que ficou satisfeito com a atuação de Fabiana na série de provas que fez na Europa, com o 4,83 m do recorde sul-americano – “Foi muito bom. No indoor, em competições que nem são tão comuns para nós – apesar de a Fabiana ter experiência – ela fez o terceiro melhor resultado da carreira, o melhor indoor no ranking. Foi positivo, bem positivo.”

Fabiana está feliz ao sentir que segue competitiva entre as melhores do mundo por vários anos. “A liderança do ranking, o recorde, foi bem legal. Viemos para fazer a manutenção do treino. Pelo treino que fizemos, se eu saltasse 4,70 m aqui seria bacana. O treinamento foi um pouco mais curto para essa temporada indoor que era importante simplesmente para avaliação. E foi bem positivo”, disse Fabiana.

Elson explicou que os organizadores das competições optaram por usar medidas intermediárias – com o sarrafo subindo de cinco em cinco centímentros, por exemplo – para que um grupo de saltadoras europeias pudesse crescer na prova. “Elas vem crescendo, tendo oportunidade para saltar mais. Vai ter o Europeu Indoor e 15 atletas fizeram o índice. Tem de ver a temporada outdoor – que é um pouco mais difícil – como vai ser. Mas o salto com vara está bem competitivo.”

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, rumo aos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, tem parceria com Pão de Açúcar, CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

Patrocinadores

© Copyright 2016 Fabiana Murer